terça-feira, 30 de junho de 2009

Shakal - Passe A Palavra (Luz Divina Prod)

Shakal Rapper moz com grande talento
eix aprecio mng esta linhagem de hiphop que ele e outros vem desenvolvendo ao longo do tempo
espero que gostem e baixem imenso o som ai

Shakal - Passe A Palavra (Luz Divina Prod) (Download)

9MM - 9MM

The image “http://2.bp.blogspot.com/_-h-MfkCq18A/SQLpmgRrRWI/AAAAAAAAAAw/UR1viwPheqs/S1600-R/9mm+Logo+Cristal.jpg” cannot be displayed, because it contains errors.
9mm um grupo ca de maputo que eu admiro e acho q eles devem continuar
assim pk so assim que poderam manter acessa a chama do Hiphop Moz
Forxa para voces espero q gostem


9MM - 9MM (Download)
9mm - Orgulho da Nine (Produced By K9) (Download)
9MM - Vocês Precisam da Nine (Remix) (Download)
Fkay The T-Nizzle - Amo a Caçula Part 2 (Download)
K9 - 6 Da Manhã Remix (Download)
New9 - See me like a 1st time(Produced by New Joint) (Download)
Tek - Freshhhh (Remix Part III) (Download)

segunda-feira, 29 de junho de 2009

DiscoGrafia Michael Jackson

DOWNLOAD TODOS OS ALBUNS DO MICHAEL JACKSON

[1972] Ben

http://www2c.airnet.ne.jp/stevie/MICHAEL%20JACKSON/BEN.jpg

Download_Ben

[1972] Got To Be There
http://www.solarnavigator.net/music/music_images/Michael_Jackson_1971_got_to_be_there.jpg

Download 1972_Got_To_Be_There


[1973] Music And Me

http://4.bp.blogspot.com/_WkWj6xsdXwE/R_hLlaEQhRI/AAAAAAAAGS4/GTosXnLNfe4/s320/michael%2Bjackson%2Bmusic%2Band%2Bme.jpg

Download 1973_Music_And_Me

[1975] Forever, Michael

http://1.bp.blogspot.com/_CY67Cau8GG0/SS3NJF7tx-I/AAAAAAAABDg/qPBarAlDvGc/s320/michael+jackson+Forever+Michael.png

Download_Forever_Michael

[1979] Off The Wall

http://1.bp.blogspot.com/_8bUJIyy3Ecc/SKvE9_ZslCI/AAAAAAAACVo/G-MWL3vPIWs/s320/03-MICHAEL.jpg

Download_Off_The_Wall

[1981] One Day In Your Life

http://dic.academic.ru/pictures/enwiki/79/OneDayInYourLife.jpg

Download 1981_One_Day_In_Your_Life

[1982] Thriller

https://www.nakasha-spain.com/shop/images/Michael-Jackson-Thriller---25th-A-427069.jpg

Download_Thriller

[1984] Farewell My Summer Love

http://2.bp.blogspot.com/_WkWj6xsdXwE/R5KKXInJbyI/AAAAAAAACQ0/Q6nMzRudB4o/s320/albumfarewell.jpg

Download 1984_Farewell_My_Summer_Love

[1987] Bad

http://3.bp.blogspot.com/_x0CCisI7bFs/SOkn0Pgjt9I/AAAAAAAAALs/N_AHuZIub9o/s400/1060220321_esStuffBAD.jpg

Download_Bad

[1991] Dangerous

http://1.bp.blogspot.com/_xEKcUm4jkbU/R2Rp9Mgi1SI/AAAAAAAABrg/Vz2S7pTzwpc/s400/Michael_Jackson-Dangerous-Frontal.jpg

Download_Dangerous

[1995] History - Past, Present and Future - Book I



Download_History_-_Past_Present_and_Future_-_Book_I_[CD1]

Download History_-_Past_Present_and_Future_-_Book_I_[CD2]

[1997] Blood On The Dance Floor

michaeljacksonhistory1xf1.jpg

Download_Blood_On_The_Dance_Floor

[2001] Invincible

http://www.mjcafe.net/images/news-pic_036.jpg

Download_Invincible

[2003] Number Ones

http://4.bp.blogspot.com/_L6pR7hg1fBs/SLUNLt9ux4I/AAAAAAAAAiA/lWqx0YetkPM/s400/michael_jackson-number_ones.jpg

Download_Number_Ones

[2008] King Of Pop - Brazilian Collection

http://2.bp.blogspot.com/_9KEzExdkmYg/SROvyQ9vOwI/AAAAAAAAANI/4FN3nuQEQ30/s400/michael+jackson+king+of+pop.jpg

Download_King_Of_Pop_-_Brazilian_Collection

[2008] Thriller 25th Anniversary Edition

http://3.bp.blogspot.com/_IhljmEs8eFo/R61RqFhnHYI/AAAAAAAAAWo/Kzl63RwR4zg/s400/Michael+Jackson+-+Thriller+(25th+Anniversary+Edition)+(2008).jpg

Download_Thriller_25th_Anniversary_Edition

[2008] Seven

http://lh5.ggpht.com/origamido/SKoCdv5U2MI/AAAAAAAAERo/ldj77oCm87E/s400/1d715492eb03b05d9720fd16e62c.jpg

Download_Seven

13disciplo&Black Star-ninguem nos atravessa ft Hostil


Grafite Woman


Grafite Womanpor Nathalia Leme

Você provavelmente já deve ter lido aqui no Per Raps algo sobre a ascensão do grafite nos muros por aí na sua cidade. Como já comentamos também, aqui em São Paulo, apesar da Lei Cidade Limpa, do prefeito Gilberto Kassab, o grafite está em alta.

Mas existe uma coisa que talvez você não saiba ou nunca tenha percebido: uma parcela considerável da arte urbana é feita por garotas.
Sim. Garotas!

Conversamos com algumas grafiteiras do Brasil e de fora dele para descobrir o que leva meninas a estamparem os muros das grandes cidades. “Comecei na minha cidade, Porto Alegre, por influência de uns amigos. Pintava muito pouco, gostava mais de me dedicar a dança, achava muito legal b.boys e b.girls. Mas a dança é uma atitude que exige muito do corpo, da mente e do emocional. Quando comecei, eu estava passando por uns momentos difíceis, aí me dediquei mais ao desenho ajudando uma amiga a desenvolver umas estampas pra uma marca. Vi que, no fim, era a terapia que eu estava precisando no momento”, conta Crix, que pinta há 6 anos.

Veja Completo no PerRaps

By PerRaps

Biografia Do Sabotage


Sabotage

Informação geral
Nome completo Mauro Mateus dos Santos
Apelido Sabotage
Data de nascimento 13 de Abril de 1973
Origem São Paulo, Brooklin, SP
País Brasil Brasil
Data de morte 24 de Janeiro de 2003
Gêneros Rap
Hip hop alternativo
Período em atividade 1989 – 2003
Gravadoras Cosa Nostra
Afiliações BNegão
Charlie Brown Jr.
Negra Li
Racionais MC's
Rappin' Hood
Sepultura
Trilha Sonora do Gueto




Sabotage, nome artístico de Mauro Mateus dos Santos, (São Paulo, 13 de abril de 1973 — São Paulo, 24 de janeiro de 2003) foi um rapper brasileiro.

Biografia

Antes de ser cantor, era traficante na Zona Sul de São Paulo. Realizou sua primeira composição em 1985.

No final dos anos 80, ainda adolescente, participou de um concurso de rap no salão Zimbabwe, em São Paulo. Estavam presentes Mano Brown e Ice Blue, dos Racionais MC's, que ficaram entusiasmados com sua apresentação. Foi o impulso para iniciar sua carreira.

Suas músicas falam de violência policial, drogas, miséria e sempre fala da Zona Sul e favela do Canão onde nasceu e morava. Além de ser muito talentoso como cantor, atuou em três filmes: O Invasor, Carandiru e um documentário sobre sua vida, que leva seu nome.

Fez várias participações como na música "Dorobo" do BNegão; "Nem Tudo está Perdido" do Posse Mente Zulu, com Rappin' Hood; "Black Steel In the Hour of Chaos" com a banda Sepultura; com Helião, Sandrão, Negra Li, Negroutil, KL Jay em Piri-Pac; com Jacksom, Trilha Sonora do Gueto e Z'África Brasil em "Giria Criminal"; e com Charlie Brown Jr. em "Cantando Pro Santo", entre outras.

A morte

Era manhã do dia 24 de janeiro de 2003, no bairro do Brooklin, Zona Sul de São Paulo, quando Mauro Mateus dos Santos, o Sabotage, levou sua mulher, Maria Dalva da Rocha Viana, ao ponto de onibus. Na despedida, Sabotage disse à esposa que iria para o Fórum Social Mundial 2003 em Porto Alegre. Após entrar no carro, segundo testemunhas, fora abordado por um meliante, o qual disparou 4 vezes. Dois dos tiros atingiram sua coluna vertebral, enquanto outros dois atingiram sua mandíbula e sua cabeça. O rapper foi encontrado morto, ao lado de seu carro, às 5h50 da manhã. Além das balas disparadas, foi encontrado, ao seu lado, uma máscara preta. Ele chegou a ser reanimado por meia hora no Hospital São Paulo, mas devido ao estado considerado gravíssimo, não resistiu.

DiscoGrafia

http://umapordia.files.wordpress.com/2008/12/sabotage.jpg

Álbuns de estúdio

* 2000 - Rap é Compromisso!

Albuns Ao Vivo

Sabotage & Rzo - Ao vivo






Principais canções

* "Respeito é Pra Quem Tem"
* "Um Bom Lugar"
* "Rap é Compromisso!"
* "No Brooklin"
* "Mun-Rá"
* "Cabeça de Nêgo"
* "Na Zona Sul"Alinhar à esquerda
* "Cocaína"
* "País da Fome"
* "País da Fome, Pt. II"

Parcerias

* "TI, TI, TI" e "DJ Cia" (com RZO)
* "A Banca (Ratatá é Bicho Solto)" (com Charlie Brown Jr.)
* "Black Steel in the Hour of Chaos" (cover de Public Enemy) (com Sepultura)
* "Cantando Pro Santo" (com Charlie Brown Jr.)
* "Dorobo" (com BNegão)
* "Enxame" (com SP Funk)
* "Marginal Alado" (com Charlie Brown Jr.)
* "Me Empresta o Microfone" (com Attack Versus)
* "Nem Tudo Está Perdido" (com Rappin' Hood)
* "O Livro" (com Ronnald Rap)
* "Segue Sua Rota" (com Quadrilátero)

Videos

http://pics.hi5.com/userpics/023/619/619030023.img.jpg

Sabotage - Um Bom Lugar





Sabotage - Respeito é Pra Quem Tem




Cabeça de Nego - Sabotage




Sabotage - Mun-ra




Entrevistas


Entrevista exclusiva com Sabotage




Kamau - Entrevista Sabotage




HipHop Tuga - Lady R

Começo

"Chamo-me Neide mas sou conhecida por Lady Di Respect (LaDy R), sou da margem sul, mais propriamente do Fogueteiro.Tenho 22 anos sou descendente de pais Africanos (S.Tome). Nasci cá na Tuga, em Lisboa. Tudo começou aos meus 13 anos, com alguns problemas na família, que me levou a pensar doutra forma cenas que não só acontecia aos outros, mas também a mim.

Certas cenas iam acontecendo ao meu redor, não sabia como lidar com certas situações, então a maneira que encontrei era pôr tudo um papel (como um desabafo). Dai comecei a compor, na altura não entendia bem o que era, mas fui escrevendo sobre tudo um pouco, sobre o que passava no dia a dia, sobre as coisas que eu via. Nessa altura não sabia o que era hip hop. Bom, tinha uma ideia, mas não concreta, pois os meus gostos ainda não estavam virados para o hiphop.

Mas quando ouvi um som do Valete, vi que as cenas que eu escrevia também podia fazer daquela forma ,mas não tinha coragem. Foi graças ao álbum do Valete “Educação virtual” que eu pude continuar a compor e estar onde estou agora. As minhas influências sem dúvida foram (VALETE, 2PAC,SAM THE KID, CHULLAGE, BONUS), entre outros, mas estes tiverem um papel importante no meu caminho neste movimento.

Entretanto ia compondo sempre. Aos meus 20 anos conheço uma pessoa muito importante também que me incentivou a fazer um som. Estava muito indecisa mas lá tentei. Meu primeiro som chama-se "CHEGUEI PRA FIKAR" Letra feita por mim, beat feito pelo produtor Mile.

Seguiu-se mais sons como "RESPECT-ME", SONHOS DESTURCIDOS", "FALSIDADE" "NÃO CONFUNDAS AS CENAS" E "VACÚO", uma parceria com um mc do porto Galart. Agora ando a trabalhar na minha mix tape "RETROSPECTIVA DAS RUAS" O MEU PRIMEIRO TRABALHO que será feito com todo amor e dedicação, como foram os outros.

Entrará muito pessoal fixe como Xeyo, Lyrisita, Mc Kanuca Mc Mile, Dyggas, Broadg. Muito pessoal fixe. Aguardem. Ainda não tem data de saída, mas está prevista para este ano ou início do próximo..



Falsidade

Download

Não Confudam as Coisas

Download


Vacuo GaLaRt Ft Lady R

Download


A dança




A minha outra paixão é a dança. Já danço há 13 anos, acho que já dançava na barriga da minha mãe. Mas as minhas influências neste campo, foi sem duvida o rei do pop MICHAEL JACKSON. Lembro-me quando ficava em frente da TV a ver Mtv e a imita-lo. Outros grandes dançarinos como OMARION, JUSTIN TIMBERLAKE, CIARA, MISSY ELLIOT. Grandes dançarinos aprenderam muito com os videos deles.


Passei por vários grupos de dança, formei vários grupos, ate já dei aulas na minha escola na altura em que andava no secundário...Neste momento ando a treinar porque vem ai as batles de verão, vou ter de participar. Basicamente os estilos que pratico são Hip Hop, Newstyle, Ragga, Break Dance, house, Popping.

Também faço graffitis mas não ando a estragar matrimónios atenção lool. Bom como podem ver, pratico pelo menos as 3 vertentes desta cultura que e o hip hop Basicamente esta é a minha mini história sobre quando me iniciei nestas vertentes que eu prezo muito.Só queria agradecer a quem me tem ajudado de coração essas pessoas sabem quem são".

**peace and love***
Margem sul no coração

**LaDy R***





domingo, 28 de junho de 2009

J SKOBAR "XARUTO CUBANO" MIX TAPE

HipHop Feminino (Brasil)

Hannah Lima (Rio de Janeiro)



Nascida em Carangola, M.G., veio para o Rio de Janeiro ainda criança com os seus pais e cresceu entre os bairros Flamengo, Vila Isabel e Rocha Miranda.A cantora e compositora Hannah Lima tornou-se grande representante feminina da fusão RnB e RAP assumindo corajosamente as semelhanças e diferenças entre essas duas vertentes musicais da Cultura Negra, gravando o seu primeiro CD em 1999 intitulado "Intuitiva".

Compondo e participando em vários trabalhos com artistas como: Lady Zu, Débora Blando, SNZ, Kelly Moore, Black Alien, MV Bill, Macarrão, Buiúdadoze, Kapella, Labuta , Edd Wheeler , entre outros.




Vera Veronika (Brasília)



Integrando e Militando no movimento cultural HIP-HOP desde o ano de 1992, VERA VERONIKA actua como Rapper, Pedagoga, Palestrante e Produtora de eventos culturais, voltados para as comunidades carentes, jovens em estado de risco, questões raciais e de género e projectos sociais.

O 1º trabalho solo, intitulado VERA VERONIKA CANTA-MPB-RAP Música p/ o Povo Brasileiro em Rítmo e Poesia, é um cd com 26 faixas,entre musicas e interludes RAP´S , SAMBAS; REGGAE;CHARES e MPB, com variadas participações como GOG , X-ex cambio negro ,DINO BLACK ,DJ RAFFA, R-DY, REY- cirurgia moral , entre outros nomes do RAP NACIONAL .





Vanessa Jackson (São Paulo)


Nascida numa família de músicos, o pai Francisco Moraes, é musico profissional e o seu tio, o mítico pianista de samba jazz Dom Salvador. Passou pelo conservatório para estudar música clássica e aos treze anos iniciou sua carreira como cantora na noite, fez backing-vocals, dos grupos Art Popular, Soweto e Wilson Simoninha.

Eleita pelo público com aproximadamente 18 milhões de votos, ganhar o FAMA, foi o primeiro passo que a consagraria entre os grandes nomes da MPB. Cantou ao lado de grandes nomes como: Jimmy Cliff, Youssou N`Dour, Araketu, Roberto Carlos, Dog Murras, Erica Nelumba, Shaggy, entre outros.

Vanessa Jackson apresenta-se no Bourbon Street onde começou a sua carreira e continua a fazer shows e eventos para: Ambev, Tim, Sansung, Casas Bahia, Grupo Martins, Bic, Festa 1º Maio e Festa da Virada de Ano na Avenida Paulista, e outros que estiveram entre os contratantes que apreciaram a sua performance contagiante.



Kika Santos - Uma voz excepcional


Os Blackout foram a sua rampa de lançamento no mundo da música. Kika aceitou o convite para integrar a banda, deixando para trás o curso de Medicina Dentária que frequentou até ao 3º ano em Lisboa, e foi assim que começou a evidenciar-se como letrista/compositora e, sobretudo, como vocalista principal. A cantora nasceu na cidade de Benguela, mas devido a conflitos políticos foi obrigada a trocar Angola por Portugal, onde foi criada pela família paterna, que lhe transmitiu a forte ligação com a música que a caracteriza hoje. O pai e o avô pertenciam à banda "The Lovers", responsável pela animação de muitas noites angolanas.


Foi no Algarve, cidade onde residia na altura, que Kika deu início ao seu percurso musical, actuando numa numa banda de bares. A evolução foi gradual, e depois de estar já incluída na formação dos Blackout, a cantora participou também em vários projectos musicais paralelos, quer em Portugal, quer no estrangeiro.Em 1992, Kika gravou o tema "Free Your Mind" de Tó Ricciardi, posteriormente incluído numa compilação de música de dança portuguesa, editada no mercado europeu e norte-americano. Nesse ano, a cantora realizou também uma interpretação conjunta com Filipa Pais para o genérico do filme "PAX", a convite de Carlos Martins; e repetiu a experiência cinco anos mais tarde, ao dar voz ao genérico da série "Riscos", juntamente com Sam.


Até chegar onde está hoje, a cantora aceitou desafios nas mais variadas áreas com o objectivo de desenvolver o seu trabalho como vocalista. Em 1993, passou pelo hip hop, colaborando com DJ Jess no tema "Underground", e pelo house, dando voz a "It's Up To You", de Gary e Tony Robinson. Depois de ter estado em Leicester a trabalhar com músicos e técnicos no "Southfields Music Project", em 1993, Kika regressou a Inglaterra dois anos depois para as gravações do primeiro álbum dos Blackout, cuja produção ficou a cargo de Ernié McKone, baixista do grupo de acid jazz, Galliano. O disco contou igualmente com a participação de outros nomes do grupo, como Vallerie Étienne, também conhecida por Auntie Val, na voz, Crispin Taylor na percussão e Nick na bateria.Kika regressou a Portugal quando o álbum foi editado e, em 1996, foi nomeada para a 2ª edição dos Prémios Blitz, na categoria de Melhor Voz Feminina, ao lado de nomes como Teresa Salgueiro, Dulce Pontes, Maria João e Viviane.


No ano seguinte, a cantora participou nas gravações do álbum ao vivo dos Santos & Pecadores, para o qual interpretou o tema "Quando Se Perde Alguém", em dueto com Olavo Bilac; e aceitou o repto lançado pela Expo 98 para integrar o projecto "As Vozes", que consistiu na apresentação de um concerto em seu nome, independente dos Blackout. O mesmo desafio foi aceite por nomes como Paulo de Carvalho, Carlos do Carmo, Paulo Bragança, Nuno Guerreiro, Janita Salomé, Sam, Teresa Salgueiro, Dulce Pontes, Maria João, Isabel Silvestre e Helena Vieira. Foi então que Kika reuniu um conjunto de músicos, entre os quais se contam Miguel Guia (ex- Dr Sax) e Hugo Novo, com quem começou a trabalhar em composições inéditas para apresentar no espectáculo e com vista numa carreira a solo. Em 1998, voltou novamente a Londres para a gravação do segundo álbum dos Blackout. Após a edição deste disco, a cantora abandonou de vez a banda, devido à impossibilidade de conciliar os dois projectos


Dia 9 de Setembro, com uma banda composta por 17 instrumentos, e depois de intensas composições e arranjos sob a direcção musical de si mesma, Miguel Guia e Hugo Novo, Kika canta ao vivo na Expo 98. Esta performnce dá um gostinho ao público do que o seu disco a solo tem em termos musicais. Este desempenho foi enorme, que envolveu milhares de espectadores. A música tinha uma mistura do sabor doce do Soul e as melodias do RnB, acompanhado por algumas duras mensagens. Kika pode finalmente mostrar aos seus fãs o seu talento.


Kika já tinha demonstrado nos Blackout a sua capacidade para cantar em diferentes estilos, como o hip hop, rnb e soul. Agora tinha em mãos o seu espantoso álbum solo intitulado "Ouro Azul", produzido por Jeff Taylor, um renomado produtor na indústria da música americana, que trabalhou com Michael e Janet Jackson, Boyz 2 Men, Barry White, Patti LaBelle e Lionel Richie, entre muitos outros. Kika gravou "Ouro Azul" nos estúdios Madjef Studio Inc. Minneapolis, Estados Unidos, que envolveu muitos músicos, como Tommy Barbarella, Levi Seacer, Michael Scott e Hugo Novo. O álbum é composto por 15 músicas, que seduz o ouvido, com sons Soul e RnB, com uma grande qualidade, onde ela interpreta músicas como: "Do You Want Me", "Memórias (de Um Sonho...)", "Ouro Azul", entre outras Tal como aconteceu com os Blackout, Kika demonstra o seu talento como compositora, bem como intérprete.


Após o início da sua carreira solo, Kika começou a explorar um lado mais jazzy da música Soul (Loopless), com uma abordagem mais acústica, para alcançar novos públicos , com perspectivas de uma carreira internacional . Depois de várias participações em álbuns de outros artistas, em 2002, iniciou a gravação de um novo álbum, para a gravadora independente Nylon / Off The Record, com o seu novo projecto", Loopless "


2003 – Sai o álbum dos Loopless, quarto trabalho na carreira de Kika. Entre 2004/2006, para além da música e outras actividades, ela trabalha em produção áudio-visual, numa famosa agência publicitária . Entre 2006/2008, continua a trabalhar em publicidade e produção em diversas empresas tais como Estúdio Som de Lisboa e Ivity Brand Corp Além disso, Kika participa em vários projectos, do Sr Alfaiate; Mind da Gap entre outros. Actualmente, Kika está no meio da gravação do segundo álbum dos Loopless e está concentrada na sua primeira colecção de pinturas acrílicas. A colecção tem o nome de " Art Beats from the Heart"



sábado, 27 de junho de 2009

NGA "MAIS QUENTE QUE O FOGO 4"

01) Mais Quente Que Fogo Vol.4
02) Monstro (freestyle)
03) Underground (ft. Valete & Royalistick) (prod Mad Kutz)
04) Trankuilo
05) Má Vida 2
06) Não Sei Me Comportar ( prod Fred Fox)
07) Força Suprema Até Morrer (prod Eliei)
08) Sa F$*# O Club ft Don G
09) Alguns Niggaz (ft BG, Don G, Masta)
10) Tô Na Rua (ft Eliei) (prod Eliei)
11) Tão L.S. (ft Tyro)
12) Mal Necessário
13) A Vida É Minha
14) Minha Princesa (ft Niclas Leman & Baby Boy)
15) Essa Noite (ft Tyro & Niclas Leman)
16) IC.19
17) Alcool & Erva
18) Kota Ed
19) Dicas do NG (skit)
20) Última Noite (prod por Bambino)




ABDIEL "O ESPECIALISTA"

Yeph manos sintam essas 3 músicas promocionais da mix tape do "Brutamontes com as palavras" mas conhecido por Abdiel, esse mano e um monstro com o microfone na mão, se já ouviram o Volume 1 do "Especialista" do Abdiel sintam essas promos que vêem para a o Volume 2 do "Especialista".






sexta-feira, 26 de junho de 2009

Novos Artistas (Tuga) - Lyric (Download MixTape)

"Não há muito para saber, apenas que faço o que gosto e desde que o faço que é assim que gosto de fazer, e assim continuarei a faze-lo. . só espero que continue a ouvir real hip hop nesta nossa tuga...

Aguardem de momento o primeiro projecto criado por mim RETICENCIAS INICIAIS uma junçao de skills sem igual. prevista a saida em junho de 2009, a ser preparada desde 2007, com uma grande demora, mas sempre preferi lançar uma cena com cabeça tronco e membros, em vez de lançar a "pressa"...J

untocom este projecto, sairá tambem outro projecto meu k anda a ser desenvolvido em segredo tambem ja desde 2007, este projecto é algo nunca antes feito na tuga, um album dedicado a algo k teria k ser resolvido + tarde ou + cedo, e finalmente, creio k xegou a altura certa, esperem para ver, este verao de 09 vai deixar marcas profundas na CDR ( caldas da rainha) assim como espero na restante TUGA, esperem pa ver...e ouvir ;) "




quinta-feira, 25 de junho de 2009

Mano Brown_Mãos (Remix)

DJ Nato PK apresenta: Pau-De-Dá-Em-Doido

http://3.bp.blogspot.com/_5wCVgOJ1JBI/SgjS0O2EjYI/AAAAAAAACaI/loj2e4oYfSY/s320/dj%2Bnato%2Bpk%2B-%2B00%2Bpau%2Bde%2Bd%25C3%25A1%2Bem%2Bdoido%2B(2008)%2B(front).jpg

01. Pode Chegar (part. Dj Marco & Dj Ajamu)
02. Pra Mim (part. Arnaldo Tifu, Preto R, Enezimo & Sagat)
03. Rima (part. Arnaldo Tifu, Enezimo & Kamau)
04. A Minha Parte (part. Stefanie)
05. Fiel Companheira (part. Maxmusicamente)
06. Desperta Aê (part. Arnaldo Tifu)
07. Zona Norte (part. Relatos Da Invasão & Sagat)
08. Tamo Junto (part. Enezimo & Dj Jerry)
09. Eterna Busca (part. Max B.O.)
10. Vida de Crianca (part. Preto R)
11. Rimando So De Boa (part. None 05)
12. Motivado (part. James Lino, Sagat & Dantas)
13. Só Style (part. Carlos Avonts)
14. Deixa (part. Arnaldo Tifu)
15. Assim Será (part. 3d Hip Hop Part & Dj Caveira)
16. Sabado (part. Pixote, Brado Anchieta & Enezimo)
17. Qual É O Criterio (part. Kamau, Preto R & Lito Atalaia)
18. Liberdade (part. Fex)
19. Respeito é Bom (part. Enezimo & Ulisses)
20. Firme e Forte Remix (part. Maxmusicamente & Carlos Avonts)
Download:
DJ_Nato_PK_apresenta_Pau-De-D_-Em_-Doido_Mixtape

Pentágono "Microfonicamente Dizendo"

http://2.bp.blogspot.com/_zg39NS4U_2I/STnQC-vnXSI/AAAAAAAAAJw/USRKovYQzm0/s320/pentagono.jpg

01. Intro
02. Abre Alas
03. Pense o que Quiser
04. Franco Atirador
05. Alem do Coração
06. Me diz pra Quem
07. Soul
08. Chegaí
09. Tem Como
10. Eu Quero Ser
11. Um ser Assim
12. Alicerce
13. Na Moral
14. E Pá
15. Só não Posso
16. Dusindiu
17. Salve

Pentagono_-_Microfonicamente_Dizendo

Biografia de Genival Oliveira Gonçalves "GOG"


GOG


Nome completo Genival Oliveira Gonçalves
Origem Distrito Federal
País Brasil
Gêneros Rap
Hip-hop
Período em atividade 1992 - atualmente
Sítio oficial www.gograpnacional.com.br











Genival Oliveira Gonçalves, mais conhecido como GOG, é um cantor de rap brasileiro, nasceu na cidade satélite de Sobradinho no Distrito Federal no ano de 1965, 15 dias depois da chegada dos seus pais à Brasília. É o segundo de uma família de quatro irmãos.

Foi um dos pioneiros do movimento rap em Brasília. Desde o início da carreira, ganhou a alcunha de Poeta. Seu mais recente trabalho é o DVD Cartão Postal Bomba!, lançado em fevereiro de 2009. Seu primeiro disco de carreira foi gravado no ano de 1992.

Em 1973 muda-se para o Guará, Cidade Satélite de Brasília onde reside até 1991. Essa cidade será o cenário de acontecimentos que irão transformar sua vida: futebol, convívio com os primos mais velhos amantes da black music, os vinis e o toca-discos de seu pai, assim como a formação do Grupo de Dança "Magrello's Pop Funk", que daria origem ao grupo de rap "Os Magrello's, além da iniciação no break, a chegada ao rap e, consequentemnente, a faculdade.

Ainda na adolescência, assiste a transição da ditadura para o regime democrático, o ressurgimento do MST, ascendência do PT e de outros movimentos sociais de base, bem como o retorno de exilados políticos e o fim da censura midiática. Paralelo a esse cenário, a época do soul, do funk, das quadras e dos salões lotados também cresciam e se desenvolviam. Contemporaneamente o break se faz conhecido internacionalmente e, nas periferias brasileiras a palavra do momento era "Hip Hop".

Muito próximo a essa mudança histórica, ideologias e acontecimentos, incluindo a queda do Muro de Berlim, o fim da Guerra Fria, o Hip Hop Brasileiro vai gerando a fermentação cultural necessária para aprimorar-se e constituir um estilo nacional e autêntico. Grupos como Thaíde e DJ Hum e Racionais Mc's arrebataram multidões com seus discursos e ritmos, apontando um novo rumo à juventude do Hip-Hop das periferias brasileiras.

No final dos anos 80, em Brasília, o Movimento Hip-Hop vem crescendo, mesmo independente de outros estados. Genival adota o pseudônimo GOG e inicia sua carreira artística. A dupla paulista "Thaíde e DJ Hum" se apresenta no Distrito Federal pela primeira vez e inicia-se um intercâmbio entre os estados.

No ano de 1990, GOG recebe o convite do DJ Leandronik para participar da coletânea "Rap Ataca", do selo Kaskata's, e grava a música "A Vida", o que seria sua primeira gravação oficial.

Em 1992, GOG em parceria com o selo de rap Discovery lança o compilado "Peso Pesado" e seu nome passa a ser projeto pelo país.

Em 1993 GOG lança o selo independente "Só Balanço", para apresentar seus trabalhos e dar oportunidades a novos talentos, diante das dificuldades enfrentadas pelo mercado musical. O primeiro projeto foi o LP "Vamos Apagá-los... Com o Nosso Raciocínio", de sua autoria.

A "Só Balanço" a partir do ano de 1996 se torna loja de discos e mais tarde estúdio de gravação, dentro do projeto de auto-gestão, objetivo principal de sua criação. Por todo o Brasil, acontecem apresentações e suas músicas são executadas nas rádios, inclusive nas comunitárias. Suas idéias e letras se propagam, sendo GOG chamado de "Poeta do Rap Nacional".

De 1994 a 2OOO são lançados mais quatro discos: "Dia-a-Dia da Periferia", "Prepare-se!", "Das Trevas à Luz" e "CPI da Favela". Várias músicas desses álbuns foram divulgadas nas periferias do Brasil. Gog também gravou videoclipes, no caso das versões de "Periferia Segue Sangrando" e "Matemática na Prática", onde recebe o "Prêmio Porte Ilegal" como melhor letrista do rap do país.

Em 1999 a "Só Balanço" lança "GOG Convida", sendo a primeira coletânea de rap do Distrito Federal, e "Familia G.O.G - Fábrica da Vida" com proposta de ceder espaços para novos artistas, com intuito de fortalecer a continuidade do Movimento Hip-Hop na cidade. Surgem os grupos A Família e Viela 17.

O próximo álbum, "Tarja Preta" é lançado em 2004 e recebe o "Prêmio Hutúz" de melhor disco do ano.

Em 2005, Gog é convidado pela banda de reggae Natiruts a participar no CD "Nossa Missão". GOG e Alexandre, apresentam ao público a comentada faixa "Quem Planta o Preconceito?", com vídeo clipe também lançado. A parceria continuará em 2008 no novo CD do grupo "A Família".

Em 2006, Gog participa do "Acústico MTV-Lenine". Ele apresenta-se ao lado do artista da MPB interpretando a faixa "Eu e Lenine (A Ponte)". Nesse mesmo ano, Gog grava o CD "Aviso às Gerações" que traz participações do cantador Rapadura e de Lindomar 3L, ambos aclamados pela mídia como duas novas revelações do Hip Hop nacional. Ainda em 2006, Gog é convidado por KL Jay para participar da gravação do CD "Rotação 33, Fita Mixada".

Em 2007, Gog grava seu primeiro DVD - "Cartão Postal Bomba!" cujo lançamento para 2009. Destacam-se as participações de Lenine, Maria Rita, Gerson King Combo, Paulo Diniz, Mascoty, Isaías Jr, Nego Dé, entre outros. O formato da apresentação é inovador: Gog grava vários de seus hits acompanhado pela banda "MPB Black" composta por Angel Duarte(Baixo), Paulinho (Bateria), Bruno (Guitarra Solo), Ariel Feitosa (Guitarra Base), Richelme Oliveira (Percussão), Ted (Teclados), Ellen Oléria, Indiana Nomma e Kiko Santana (Violões e Backing Vocals).

Nesse mesmo ano, é gravado o vídeo clipe da faixa "Cavalo Sem Dono Selvagem" do CD "Aviso às Gerações" com participação de "Zumbi Rei". O cenário escolhido foi Diamantina, nas Minas Gerais. O objetivo era reencontrar o Hip Hop pelo interior do país.

Gog recebe os prêmios "Hutúz" (quatro categorias) pelo CD "Aviso às Gerações" e "Dom Quixote de La Perifa" que, segundo a Cooperifa "... é uma homenagem a umas cem pessoas importantes da periferia, e pessoas que ajudam a periferia a se transformar em um lugar melhor para viver".

Em dezembro de 2007, lança o CD "ao Vivo do DVD - Cartão Postal Bomba!". O lançamento é feito com exclusividade pela internet através do site www.gograpnacional.com.br. Gog apresenta uma nova proposta de negociação, divulgação, distribuição, reforçando assim, a interação com o seu público e toda comunidade, promovendo o discurso conceitual da auto-gestão para debate.

A aproximação com a literatura marginal e os movimentos culturais são essenciais para a sobrevivência do texto e do teor evolutivo do Hip Hop, segundo Gog, que estreita alianças com vários ativistas: Sérgio Vaz, Cooperifa, Férrez, 1daSul, Nelson Maka, Coletivo Blackitude, Alessandro Buzo, Suburbano Convicto e Sacolinha Graduado, entre vários outros. Os movimentos sociais também se aproximam, como MST, MSTL, Ação Educativa passam a ser parceiros de seu trabalho.

O "Poeta" prepara o lançamento do seu primeiro livro previsto para agosto de 2009.

Discografia

Álbuns

* 1992 - Peso Pesado
* 1993 - Vamos Apagá-los com Nosso Raciocínio
* 1994 - Dia-a-Dia da Periferia
* 1996 - Prepare-se
* 1997 - GOG Convida (Coletânea)
* 1998 - Das Trevas à Luz
* 2002 - CPI da Favela
* 2004 - Tarja Preta Pt. 1,Pt. 2
* 2006 - Aviso às Gerações
* 2008 - Cartão Postal Bomba!


Videografia

DVDs

* 2009 - Cartão Postal Bomba!

Prêmios

* 2004 - Prêmio Hutúz Com o CD "Tarja Preta" recebe o premio de melhor disco do ano.
* 2007 - Prêmio Hutúz (4 categorias) pelo CD "Aviso às Gerações" e "Dom Quixote de La Perifa"
* 2008 - Prêmio Hutúz Melhor Videoclipe com "Brasil com P".


Videos GOG

Brasil com P - GOG Part. Maria Rita





Gog - O Amor Venceu a Guerra (Ao Vivo)



Hip Hop Moçambique - Nino Fella (MixTape Download)



Ninofella é um homem casado e pai de família. É funcionário do Instituto Superior Politécnico de Tete-Moçambique

Sentiu-se motivado pela cultura HipHop desde que se tornou um grande revolucionário, pela vida que passou, sem pai, e a sua mãe batalhando para conseguir o pouco na life.

Tudo o que este homem passou espiritualiza-se na vida HipHop, como ele sempre tem dito aos seus irmão do grupo HipHop "é coisa de Deus".

Começo no Rap

Ninofella, forma o seu grupo de Rap em 2001, na altura composto por Mileka, Meggabus e Black Nokia. No mesmo ano vai embora para continuar os seus estudos. Em 2005, depois da conclusão, junto com o seu irmão mais velho montam um estúdio de Gravação.

Há um ano atrás já tinha sido Mentes Revolucionárias, composto por Nino e M.O.Broocks, com o propósito do lema Negritude, e a ideia nunca fugiu neste jovem.

Com o estúdio montado, gravou-se varias músicas, esperando o momento certo para pôr em prática a Negritude, desde tendo a negritude no seio deles. No percurso de vida, Nino declara que levará avante a Negritude, por ser a sua inspiração.

Gang of Instrumentals (África do Sul)


Gang of Instrumentals é um aclamado grupo do Sul de Àfrica, fundado em 2002. É formado por Mandla, Tumi e Bongo. Juntam hip hop, street rap, pop, soul, R & B, ragga, reggae e rock, com elementos de kwaito e house.
E é esta fusão de ritmos que os tornou num dos grupos independentes mais bem sucedidos na África do Sul.



Discografia

Kassi Flava (2004)


Sem o apoio de uma grande gravadora, o grupo decide lançar (de forma independente) o seu álbum de estreia, Kassi Flava, em Agosto de 2004.O álbum teve elgogios e criticas muito positivas, principalmente por parte do público. O single Cry 4 Me, teve um sucesso esmagador nas rádios.



Salute (2006)


Novembro de 2006, saiu Salut, o 2º álbum. Este álbum teve um sucesso ainda maior que KF e teve 3 singles no nº1. Este álbum destaco-se pela sua originalidade e conteúdo artístico, com músicas como Shake It e My Number 1.



ROUND 3 (2008)


Outubro de 2008, o álbum Round 3 vê a luz do dia. Depois de uma árdua caminhada até ao sucesso, este álbum tinha de provar o seu valor.
Round 3 é ardente, apaixonado, e a mais ousada produção dos Gang of Instrumentals. Já provaram o que tinham a provar, agora é seguir em frente.








SANDOKAN

Apôs ano passado ter estremecido o mercado angolano com o seu álbum a solo do seu grupo Army Squad intitulado "Tubarão Branco" que conto com as participações da Army Squad, Pérola, Anselmo Ralph e outros mais, agora Sandokan regressa este ano com o "Renascimento Do Tubarão" que sairá ainda este ano pela Army Music sua propia produtora, como prova disso aqui estão as duas músicas promocionais deste grande projecto, que tal como os outros passados será um sucesso.


Namoro a Escondida - Sandokan Feat Man Killa

Renascimento Do Tubarão - Sandokan




quarta-feira, 24 de junho de 2009

Hip Hop Moçambique - Gringo (Download MixTape)


Gringo é um jovem produtor Moçambicano e junto com o seu amigo Fidalgo formaram a dupla F&G . Tem talento... e alma. Uma nova geração de produtores que surgem do underground.
O seu álbum Bitologia já tem algum tempo, mas vale a pena trazer de volta para aqueles que não conheceram.




Sobre o grupo F&G
Dois amantes do Amor e tudo que dele deriva, muita Slum Village, Coca-Cola à sexta feira, gargalhadas todos os dias e amizade pra toda a vida. Ai está um resumo nem tão pouco exagerado ou enganador, mas sim muito sério e fiel a natureza da F&G. Fidalgo e Gringo, uma dupla de Rap alternativo com influências NuSoul e Jazz, directamente de Maputo, Moçambique e com o selo “música é amor, amor é vida”.

A dupla F&G existe desde 1999, e desde então Fidalgo (Fábio Ferreira) e Gringo (Edson Nhamuxando) caminham nesta estrada de “letras batidas” que é o Rap Moçambicano a aprender, cultivar, desenvolver, ensinar e a moldar o estilo que hoje lhes vale como um Bilhete de Identidade. Muita cruzada (estilo de rima), letras de paz, amor, coisas da vida, “street life”, freestyle, beats hiperjazzificados e super dillistas (produzidos por Gringo) tudo isto sempre com a base da música Underground, “sinto, logo faço e a música existe”.



Sobre o álbum Bitologia
Bitologista é um álbum de Hip Hop com influências Nu Soul e Jazz, produzido por Gringo usando apenas recursos informáticos (FL Studio!), o álbum tem como objectivo dar música ao mundo com sentimento puro e fiel às suas convicções... Amor à música.

Façam download, vale a pena.


Graffiti Tuga - Mr Dheo


Mr.Dheo esteve sempre ligado à Arte. Aos 3 anos de idade começou a copiar frases de revistas e jornais e a desenhar sozinho. Não existiam lápis nem cadernos, apenas esferográfica e folhas soltas. Da infância à adolescência, a necessidade compulsiva de se exprimir tornou-se hábito. Rejeitando sempre qualquer tipo de envolvência a uma escola ou curso de Artes, desenvolveu as suas próprias técnicas, o que lhe permitiu registar uma evolução sem influências directas. Auto-didacta, Mr.Dheo vê a Arte de uma forma particular, onde não podem nem devem existir regras e limites.


Aos 15 anos teve o primeiro contacto o graffiti. Sem conhecer ninguém ligado a essa área ou sequer que partilhasse o mesmo interesse, começou a fazer esboços explorando as inúmeras formas de escrever um simples nome. Meses mais tarde fez o primeiro trabalho na rua e foi conhecendo outros artistas com os quais se identificava e que o motivavam a continuar.


Hoje, depois de oito anos contínuos no activo, Mr.Dheo foca-se na execução de murais de rua e na decoração interior e exterior de todo o tipo de espaços, assim como nas colaborações com marcas e na personalização de variados acessórios. Versátil, é actualmente o único artista de rua em Portugal a dedicar-se a produções fotorealistas que, conjugadas com componentes gráficas, lhe conferem um estilo próprio mas ainda assim em constante mutação. Estende também o seu trabalho ao design gráfico na criação de identidades corporativas e imagens publicitárias e sobretudo enquanto ilustrador, onde imprime nos trabalhos as suas influências urbanas.